quarta-feira, 30 de junho de 2010

Scuts II

Memória Histórica - 30 Junho 2010


DESCRIÇÃO: A "Noite das Facas Longas" na Alemanha Nazi. Último dia de soberania britânica em Hong Kong. Publicado o romance "E tudo o vento levou". O Brasil vence pela quinta vez o Mundial de Futebol, em 2002. Nasceram Anthony Mann, Czeslaw Milosz, Francisco da Costa Gomes, Michael Phelps. Os "New Kids on the Block" com "Step By Step".

terça-feira, 29 de junho de 2010

Mostramos e Ganhamos - Espanha vs Portugal

Memória Histórica - 29 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Dia de São Pedro. O vaivém Atlantis acopla com a estação espacial MIR. Incêndio destrói o Teatro Globe, em Londres. Forças iraquianas assumem formalmente o controlo de Bagdad e outras cidades do Iraque. Nasceram Antoine de Saint-Exupéry e Rosa Mota. Morreu Paul Klee. Billy Haley and The Comets com "Rock around the clock".

segunda-feira, 28 de junho de 2010

A Crise

video

Scuts I

Pedro Bento - Mr. Chips

Assessor dirige firma de chips

O Assessor do Secretário de Estado Paulo Campos deixou o Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para assumir o cargo de administrador executivo em Portugal da "Q-Free", empresa fornecedora dos chips de matrícula que o Governo queria usar nas Scut. O Gabinete de Paulo Campos diz que as "opções profissionais" do ex-assessor são "da sua inteira responsabilidade e no âmbito das suas escolhas pessoais e éticas".

De acordo com o o semanário "Expresso", Pedro Bento foi assessor do governante até que, em Outubro do ano passado, passou para a administração da empresa pública que gere o sistema de pagamentos nas auto-estradas. O gestor e antigo capitão da Força Aérea pediu uma licença sabática em Janeiro último, e, em Março, assumiu a direcção da representação portuguesa da marca norueguesa que forneceu os equipamentos electrónicos instalados nos pórticos das três Scut que vão ser portajadas e os controversos chips.

Esta não é, porém, a primeira vez que um ex-assessor de Paulo Campos se vê envolvido em polémica. Em 2006, Vasco Gueifão, um dos fundadores da "F9 Consulting" – empresa a quem foram adjudicados por ajuste directo estudos sobre a introdução de portagens em três Scut –, foi nomeado para Assessor na Secretaria de Estado, mantendo o vínculo à consultora.

Necessitamos urgentemente de um Decreto-Lei n.º 446, de 13 de Setembro 1974 - mas não há vontade política como é óbvio...

Sócrates e a Tempestade Perfeita

video

Memória Histórica - 28 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Atentado ao Arquiduque Franz Ferdinand abre caminho à I Grande Guerra. Assinatura do Tratado de Versailles. Tropas americanas passam a soberania de Bagdad a um Governo Iraquiano. Invenção do saxofone. Primeiro voo comercial transatlântico Lisboa-Nova Iorque. Nasceram Rubens, Jean Jacques Rousseau, Luigi Pirandello. Os "10CC" com "I'm not in live".

domingo, 27 de junho de 2010

Guia Turístico de Lisboa

video

Memória Histórica - 27 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Ramalho Eanes eleito primeiro Presidente da República após o 25 de Abril. Os motins de Stonewall. Registada a patente do gramofone. Apresentado o sistema precursor da televisão. Começou a funcionar a primeira central nuclear do mundo. Publicado o primeiro estudo que ligou o tabaco ao cancro. Nasceram Helen Keller e João Guimarães Rosa. Whitney Houston e "I wanna dance with somebody".

sábado, 26 de junho de 2010

Comentador Político

video

Memória Histórica - 26 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Revelado o mapa básico do genoma humano. Criação do "Código de Barras". Proibição das Conferências do Casino Lisbonense. J.F. Kennedy faz o célebre discurso "Sou um berlinense". Nasceram Gilberto Gil, José Barata Moura e Manu Chao. The Byrds e "Mr. Tambourine Man".

sexta-feira, 25 de junho de 2010

O Pátio das Cantigas - Vasco Santana e o Candeeiro

A cena em que Vasco Santana fala com o candeeiro

Pátio das Cantigas

Os sonhos, seduções, dissabores, paixões, ciúmes e alegrias de uma pequena comunidade de um popular pátio político.

Memória Histórica - 25 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Morre Michael Jackson, o Rei da Pop. Primeira transmissão de televisão a cores. Primeira emissão de televisão transatlântica por satélite. Publicado o "Diário de Anne Frank". Início da Guerra da Coreia. Moçambique torna-se independente. Inauguração do Museu Berardo de Arte Contemporânea. Nasceram Antoni Gaudi e Álvaro Siza Vieira. Morreu Jacques Cousteau. A música dos Marretas.

Jogadores de Cartas

O importante é o poder e o Passos "Dias" com as suas jogadas sujas vai pôr em polvorosa os Presidentes de Autarquias e Utentes.
Talvez venha a apanhar as canas!

Primeira Página - Imprensa

Semanário "Sol", n.º 199, 25 Junho 2010


Semanário "Sol/Confidencial", n.º 199, 25 Junho 2010



Semanário "Sol/Tabu", n.º 199, 25 Junho 2010

quinta-feira, 24 de junho de 2010

N. A. S. A. - Money

Jabulani, a Bola do Sudáfrica 2010


Como em cada Mundial de Futebol, por uma questão de marketing, as Adidas lança uma nova bola baptizando-a de "Jabulani" - que significa "elefante" na língua "Isizulu" - animal que é sinónimo de boa sorte.

Para além de um nome diferente, as Adidas dá a cada uma das bolas um desenho distinto e aplica a última tecnologia.

Quanto à sua estética, a "Jabulani" procura transmitir a variedade sócio-cultural do país e do colorido do continente. Desta maneira, na sua superfície poderemos apreciar quatro desenhos triangulares que combinam com 11 cores diferentes representando as 11 comunidades que convivem na África do Sul remetendo para o Estádio "Soccer City", de Johannesburgo, que será o cenário principal da Copa do Mundo.


As Adidas colocou toda a técnica nesta bola. A bola não tem costuras, está formada por oito painéis tridimensionais que lhe dá a forma de uma esfera perfeita e conta com a tecnologia "Termal Bonding" feita à prova de água.

A característica "Grip' n'Groove" faz com que a bola não seja lisa ao tacto pela grande quantidade de ranhuras que se encontram em toda a sua superfície.

Este detalhe dá-lhe uma sensação de rugosidade, o que se traduz em estabilidade, controlo, tiros certeiros e precisão.

Fonte: Uncrate

Comunistas de São Petersburgo exigem repetição de jogo Portugal-Coreia do Norte

A selecção da Coreia do Norte tinha agendado o estágio de preparação do Mundial'2010 para a cidade zimbabueana de Bulawayo, mas as autoridades daquele país obrigaram a comitiva norte-coreana a mudar-se para a capital Harare devido aos protestos de grupos de oposição e defensores dos direitos humanos nas províncias do sudoeste do Zimbabué, recordando os ataques dos asiáticos no início da década de 80, os quais provocaram a morte a mais de 20 mil zimbabueanos. Os filhos das vítimas das tropas norte-coreanas ameaçaram provocar tumultos caso a selecção asiática se concentrasse na província de Matabeleland, no sul, onde se registaram os massacres, pelo que o governo reagiu de imediato.

.........................................

Abaixo a tradução da carta enviada pela "Organização dos Comunistas de São Petersburgo e da Região de Leninegrado" à FIFA. Antes disso, gostaria de lembrar que entre as propostas desta organização está a de beatificação do ditador comunista José Estaline pela Igreja Ortodoxa Russa.

"Estimado Sr. Blatter!

O 19º Campeonato do Mundo de Futebol, cuja fase final se realiza na República da África do Sul entre 11 de Junho e 11 de Julho, está a ser acompanhado, para nossa profunda tristeza, de numerosos escândalos, provocações, ingerência na competição dos serviços secretos imperialistas e, por isso, a competição perdeu a legitimidade aos olhos de milhões de amantes do futebol: partidários da paz e da amizade entre os povos.

Por exemplo, quando da escolha do local de realização, foi afastada do concurso a Grande República Socialista Popular Árabe da Líbia.

Quando, sob a pressão das forças progressistas do planeta, a República da África do Sul, que derrubou o jugo do apartheid, foi escolhida como local de realização do campeonato, o conhecido revanchista e experiente espião Franz Beckenbauer fez várias tentativas de mudá-lo. Isso estragou os nervos aos jogadores da selecção da África do Sul e dos seus amigos, os comunistas de todo o mundo.

Através de ameaças, chantagem, falsificações e terror moral, foram afastadas da competição as equipas de Cuba, Venezuela, Vietname, Laos, Abkházia, Nicarágua, Síria, Nepal, Zimbabwe, Namíbia, Bielorrússia, ou seja, os países socialistas mais destacados. Não nos satisfazem as explicações ridículas dos burocratas da FIFA de que os países socialistas jogam mal futebol.

A campanha publicitária do torneio, a despeito dos protestos da opinião pública mundial, foi entregue à Coca-Cola, sobre cuja consciência pesam milhões de vidas jovens assassinadas, principalmente na Rússia.

No período de realização do campeonato, os racistas e neocolonialistas submeteram a uma perseguição implacável os apoiantes da República da África do Sul, veteranos do movimento de libertação, pelo emprego da vuvuzela. A campanha desenfreada de ridicularização dessa tradição nacional dos negros levou, no fim de contas, a que a selecção da RAS não tenha passado aos 1/8 de final. Semelhante discriminação aberta do país que recebe o campeonato ocorreu pela primeira vez na história do futebol mundial.

No período de preparação dos jogos, veteranos, homens da ciência e da cultura, combatentes pela independência da Ásia e da África chamaram a atenção da FIFA para o facto de a nova bola da Adidas: Jabulani, especialmente fabricada para o Campeonato, revelar uma surpresa total da sua trajectória, não obedece às pernas humanas, é controlada de fora. Disso falou, nomeadamente, Fidel Castro.

Mas a FIFA ignora quais críticas das forças progressistas sobre as condições insuportáveis em que decorre o Campeonato. Os acontecimentos em torno da equipa da República Democrática Popular da Coreia do Norte (RDPC) são a apoteose da violação de todas as regras e tradições desportivas, uma prova da ingerência descarada do bloco da NATO na vida desportiva.

Inicialmente, antes do jogo decisivo contra o Brasil, desapareceram os melhores quatro jogadores da única equipa socialista que chegou ao campeonato.

Mas, mesmo privada pelos inimigos dos seus melhores filhos, a equipa da Coreia Popular apertou seriamente os brasileiros. Depois de pessoas de boa vontade terem retirado das garras da CIA, a FIFA devia suspender o campeonato até à apuração de todas as circunstâncias do rapto, inspeccionar os estádios, as bolas, as balizas, os próprios desportistas para determinar a sua autenticidade, a correspondência às regras de utilização de meios técnicos. Isso não foi feito! Foi organizado apressadamente o jogo entre a suposta “selecção da RDPC” e a equipa de Portugal, durante o qual a maioria dos observadores viu claramente que no campo estava a ocorrer algo muito pouco parecido com o futebol, o desporto e o desanuviamento da tensão internacional.

“Alguns peritos afirmam que metade dos jogadores da selecção da RDPC foram substituídos por futebolistas da Coreia do Sul... Outros assinalam a trajectória inexplicável da bola, que, com a ajuda de meios técnicos, voava constantemente para a baliza da selecção da RDPC. Além disso,ninguém tem dúvidas de que a selecção portuguesa é constituída por drogados acabados, mas não foram feitos testes de dopping. Nenhum comentador conseguiu explicar a diferença na qualidade do jogo da equipa da RDPC nos jogos contra o Brasil e Portugal, tanto mais que brasileiros e portugueses são absolutamente iguais”.

Nestas condições, os Comunistas de Petersburgo e da Região de Leninegrado exigem da FIFA a repetição do jogo entre a RDPC e Portugal, depois de investigar os factos do rapto dos jogadores da Coreia do Norte, inspeccionar a equipa de Portugal sobre o consumo de drogas, estudar a relva e as bolas a propósito de aparelhos especiais que influem na trajectória do movimento da bola.

Exigimos a passagem da selecção da RAS aos 1/8 de final, porque, caso contrário, renascerá o apartheid.

Informamo-o que nós iremos hoje apelar aos trabalhadores sul-africanos para que deixem de operar no Campeonato em sinal de protesto contra as limitações impostas às equipas da RDPC e da RAS na etapa decisiva da competição, inspirados por Kim Jong-il e Nelson Mandela.

Acabem com a guerra do futebol contra as equipas dos países que estão na vanguarda da luta contra o imperialismo, pela paz e o progresso social!"

Lord Vader entrevista Sócrates

Lord Vader entrevista Sócrates - Parte I
video

Lord Vader entrevista Sócrates - Parte II
video

Lord Vader entrevista Sócrates - Parte III
video

Memória Histórica - 24 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Festas de S. João. A Batalha de S. Mamede. As tropas napoleónicas invadem a Rússia. Publicado o relatório oficial do mistério de Roswell. A primeira exposição de Pablo Picasso. Nasceram S. João da Cruz e Lionel Messi. Morreu Carlos Gardel. Os "Soul II Soul" e "Back to life".

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Disciplina de Voto

PS impõe disciplina de voto nas SCUT

Francisco Assis defendeu que o Grupo Parlamentar do PS "tem regras claras" e "em tudo aquilo que tenha a ver com documentos considerados essenciais para a aplicação das políticas do Governo prevalece o princípio da disciplina de voto".

Memória Histórica - 23 Junho 2010


DESCRIÇÃO: D. Miguel faz-se proclamar Rei e dá início às Guerras Liberais. Inaugurada a Exposição do Mundo Português. Pierre de Coubertin cria o Comité Olímpico. Christopher Sholes recebe a patente da máquina de escrever com teclado "QWERTY". Richard Kilby recebe a patente dos circuitos integrados. Nasceram Josephine de Beauharnais, Anna Akhmatova e Zinedine Zidane. Morreu Boris Vian. Nat King Cole e "Too Young".

terça-feira, 22 de junho de 2010

Memória Histórica - 22 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Galileu Galilei é condenado pelo Tribunal da Inquisição. Criado o Observatório Real de Greenwhich, em Inglaterra. O Estado Novo português instaura o exame prévio (a censura) aos jornais. Hitler começa a invasão da União Soviética. Nasceram Billy Wilder, Abbas Kiarostami e Meryl Streep. Morreram Judy Garland e Fred Astaire. Stevie Wonder e "Fingertips".

segunda-feira, 21 de junho de 2010

domingo, 20 de junho de 2010

Políticos Espanhóis cantam "Algo Pequeñito"

Baseado na Canção Espanhola da Eurovisão 2010 - "Algo Pequeñito"
video

Espanha - Funcionários

Baseado na Canção Espanhola da Eurovisão 2010 - "Algo Pequeñito"

video

Versão "FUNCIONARIOS"

Letra

Algo sencillito, algo baratito, eso iba buscando en funcionario para ir a veranear,
Algo pequeñito, algo baratito, porque yo no creo que a mi sueldo ni un bocao le van a dar.

Algo sencillito, algo baratito, que también el IVA para colmo y en julio se va a aplicar,
dicen que hay que colaborar a que el barco no se hunda, vamos todos a remar,
pero quien lo va a lograr? Que ayuden los banqueros y el capital!!!

Algo pequeñito mi sueldo quedo, algo chiquitito huououououo

Cuando España iba tan rebién a mí nunca me subieron ni siquiera el IPC

Algo pequeñito mi sueldo quedo, algo chiquitito huouououo

Que le metan mano al capital, que hasta en tiempos de crisis beneficios obtendrá!!!

Algo pequeñito, algo baratito, que sube el IVA y con el recorte ya no llego a fin de mes.
Se me encoge el corazón cuando veo a media España en paro y sin ilusión.

Los que se hicieron de ORO donde están?
Que le quiten a ellos todo que yo no vi naaaaaaa.

Algo pequeñito mi sueldo quedo, algo chiquitito huououououo
Cuando España iba tan rebién a mí nunca me subieron ni siquiera el IPC,

Algo chiquitito huouououo

Se me encoge el corazón cuando veo a media España en paro y sin ilusión...

Algo pequeñito mi sueldo quedo, algo chiquitito huouououo

Si es por ellos yo soportare que no me cuadren las cuentas pa llegar a fin de mes!!!

Algo chiquitito huouououo

Ya me empiezo a plantear las vacaciones de este año en la azotea!!!

Algo chiquitito huouououo

Férias Presidenciais

Funeral de José Saramago


"O que um Chefe de Estado deve fazer é diferente daquilo que deve ser feito pelos amigos ou deve ser feito pelos conhecidos. Devo dizer que nunca tive o privilégio na minha vida, se me recordo, de alguma vez conhecer ou encontrar José Saramago". (...) "Na minha qualidade de Chefe de Estado emiti uma nota oficial prestando homenagem à obra literária de José Saramago e ao seu contributo para a projecção da cultura portuguesa no Mundo".

Enviou uma coroa de flores e promulgou o "Decreto de declaração de dois dias de luto nacional".

... e ponto final!

Nota: Fica o registo do facto para memória futura.

Memória Histórica - 20 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Lançado o imposto para a construção do Aqueduto das Águas Livres. Criados os estatutos da Universidade de Oxford. A rainha Vitória de Inglaterra sobe ao trono. Criado o "telefone vermelho" entre Washington e o Kremlin. Nasceram Erroll Flynn, Martin Landau, Nicole Kidman, Paulo Bento e Frank Lampard. O Duo Ouro Negro e "Lindeza".

Assédio Político

sábado, 19 de junho de 2010

Eurodeputado Daniel Cohn-Bendit dos "Verdes"

Intervenção no Parlamento Europeu sobre a Ajuda Económica à Grécia

video

O eurodeputado dos Verdes Daniel Cohn-Bendit fala com inusitada força sobre a ajuda financeira à Grécia ante o Parlamento Europeu.

Bravo Daniel! Faz-nos falta um destes no Parlamento Português!

Yes, we can't


A derradeira campanha da velha esquerda europeia foi a eleição de um Presidente americano.

Duas notícias passaram despercebidas aos portugueses, entretidos com os feriados e a selecção. José María Aznar, o ex-primeiro-ministro de Espanha, jantou em privado com Pedro Passos Coelho. A chancelerina Angela Merkel está a ponderar um plano de austeridade e corte da despesa pública que reduzirá os salários em 2,5 por cento e contemplará a retenção do 13º mês em 2011.

Soubemos ainda pelo "NY Times" que paira a confusão sobre quem emprestou o quê a Portugal e que bancos estrangeiros estão envolvidos no crédito à nossa dívida. Alguns desses bancos estão em sérias dificuldades financeiras. Outros consideram que Portugal tem poucas condições para pagar uma dívida que, em parte, nunca será paga. O euro desceu face ao dólar para o mínimo nos últimos quatro anos. E Stephan Kampeter, o vice-ministro das Finanças alemão que conseguiu impor à Alemanha a inscrição do limite do défice na Constituição, uma medida que o ministro Luís Amado aprova e que José Sócrates desaprova, reuniu também com Pedro Passos Coelho.

Pedro Passos Coelho é tratado como o futuro primeiro-ministro de Portugal. Citando Barroso, ele sabe que vai ser, só não sabe quando. Decerto em 2011. À instabilidade financeira seguir-se-á a instabilidade política; e como não somos o Reino Unido, entre um Governo e outro, a legião de nomeados e assessorados, um tempo substancial se perde. Os próximos tempos serão duros, mas os portugueses não acreditam que lhes vai acontecer o mesmo que aos alemães e ingleses. Aqui, a retenção do 13º mês é uma arma atómica. Só os pobres, os velhos e os desempregados sofrem em silêncio.

Desde a revolução que Portugal é governado à esquerda em matéria de Estado e prestações sociais. Apesar das maiorias absolutas, Cavaco tinha dinheiro da Europa para manter o Estado e quis mantê-lo. A sua direita, dotada de consciência social, não era a direita pura que hoje existe em Portugal. Esta nova direita é mais jovem, mais estrangeirada, mais academicamente preparada do que a velha direita. É mais ideológica e está disposta a romper de vez com o Estado social. Nascida em democracia, formada nos cursos de Economia e Gestão das universidades, é também constituída por um núcleo de quadros e recém-licenciados, futuros regentes da pátria, que nada têm a ver com as negociatas de restaurante e o bloco central de interesses. Conservadores, pró-americanos, dotados de certo puritanismo, crentes na virtude absoluta do mercado e do capitalismo, acham (protegidos pela inexperiência) que a sua oportunidade para mudar Portugal de vez está a chegar. Tencionam, no poder, construir um sistema que proteja os empreendedores, desmantele a máquina estatal, agilize a justiça e privatize a economia agilizando os seus instrumentos, desde os financeiros aos legais; o que significa que pretendem rever a Constituição e a legislação laboral.

Não acreditam nos sindicatos, acham os comunistas e socialistas um anacronismo e consideram que só a criação de riqueza possibilita a prosperidade geral. A sua agenda política é liberal ou ultraliberal. O que quer dizer que não se revêem no PSD do cavaquismo nem no seu provincianismo. Desprezam adquiridos à esquerda como a existência de uma televisão pública, "intelectuais subsidiados" ou um Ministério da Cultura.

Em Portugal, estes jovens turcos, agastados por serem a geração "sacrificada" com a despesa pública, estão a chegar ao poder. E o seu homem vai ser Passos Coelho. Tudo os separa da velha direita de Freitas do Amaral e de Adriano Moreira, e nem para Paulo Portas e o seu populismo defensor de velhos e agricultores têm muita paciência. Serão para Portugal o que a direita foi e vai voltar a ser em Espanha: os agentes da liberalização. Os socialistas já se aperceberam que vão ser apeados nas urnas e apenas tentarão evitar uma votação humilhante. Os jovens turcos sabem que chegou a sua hora e que a crise é a sua oportunidade de pôr em prática as teorias que admiraram nos livros e nas escolas que frequentaram. Por essa Europa, a esquerda social-democrata e socialista não se repensou nem se preparou. A Europa de Willy Brandt, de Mitterrand, de Olof Palme e de Mário Soares, a Europa descendente da II Guerra Mundial e das ditaduras acabou. Calcificou. A sua sucessão tecnocrata não formou brilhantes quadros políticos e contratou demasiados oportunistas e medíocres serviçais.

O futuro da Espanha e de Portugal discutiu-se nesse encontro Aznar/Passos Coelho. E é de direita. À esquerda, só um partido vai capitalizar com a decadência do PS: o Bloco. Porque tem pensamento, ideologia, quadros e ideias. Porque não descansa. Porque prefere combater a governar. A derradeira campanha eleitoral da velha esquerda europeia foi a eleição de um Presidente americano negro. Yes, we can't.

Texto publicado na edição da "Expresso-Única", 12 Junho 2010

Morte de Sarmago

O que disseram os Políticos

Em todos os quadrantes da vida política houve reacções

"Escritor de projecção mundial, justamente galardoado com o Prémio Nobel da Literatura, José Saramago será sempre uma figura de referência da nossa cultura" Cavaco Silva

"Os portugueses apreciaram muito a obra e a carreira de José Saramago, que deixou uma obra que orgulha o país" José Sócrates

"Uma perda para todo o colectivo partidário, para o partido que ele quis que fosse o seu até ao fim da sua vida" Jerónimo de Sousa

"Deixa uma obra literária intemporal. Com o seu desaparecimento, Portugal fica mais pobre" Passos Coelho

"Rígido, severo e senhor do seu nariz, se assim se pode dizer", mas também um homem "que se emocionava e que compreendia bem tudo aquilo que o cercava" Mário Soares

"À obra vasta de Saramago, poderemos voltar sempre, ao passo que a ele, ao homem, só nos resta lembrá-lo, coligindo memórias e compondo recordações" Jorge Sampaio

"A sua obra tem pontos de maior controvérsia e outros de enorme grandeza" Jaime Gama

"Afirmou a sua criação literária através da liberdade de pensamento" Gabriela Canavilhas, Ministra da Cultura

"Uma referência universal da grandeza e do desassombro" Manuel Alegre

"Um homem e um intelectual de convicções que honrou Portugal e o Mundo" Fernando Nobre

"Tomaremos em nossas mãos o exemplo do Saramago" Carvalho da Silva

"Levantado do chão, José Saramago combateu a cegueira, a cegueira social, que é o terreno da injustiça em Portugal" José Manuel Pureza, Líder Parlamentar do BE

"Como é sabido, há muitos pontos que ideologicamente nos separavam de José Saramago, uns históricos, outros mais contemporâneos" Teresa Caeiro

"Era um homem controverso, como todas as grandes personalidades, mas cultivava uma proximidade discreta e secreta com Portugal" Manuel Maria Carrilho

"Acho o "Ensaio Sobre a Cegueira" absolutamente fora-de-série" Isabel Pires de Lima, ex-Ministra da Cultura

...

"Memorial do Convento" de José Saramago evoca a história portuguesa do reinado de D. João V no século XVII, estabelecendo uma ponte com episódios políticos do século XX.
Caracteriza essencialmente uma época de excessos e diferenças sociais que podem ser remetidas para todas as épocas …

Memória Histórica - 19 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Publicada a primeira tira do Garfield. Primeira reunião da Assembleia Constituinte da I República aprova a "Nova Bandeira e o Hino "A Portuguesa". Julius e Ethel Rosenberg são executados. Entra em funcionamento o Banco de Sementes de Svalbard. Eratóstenes calcula a medida da circunferência e do diâmetro da Terra. Nasceram Chico Buarque e Salman Rushdie. Os Four Tops e "Can't help myself".

Morreu José Saramago - Perfil do Nobel da Literatura

Edição Especial JL / VISÃO dedicada a José Saramago.

video

Pequeno documentário exibido pela SIC no dia 18 Junho 2010 - "Morreu o grande escritor português José Saramago".

Foi um escritor que esteve sempre do lado dos menos desfavorecidos, como se pode ler nos seus primeiros livros e um lutador por um Mundo melhor e mais justo, Era militante do PCP e foi o único escritor de língua portuguesa a ganhar o Prémio Nobel da Literatura.

Amnistia Internacional

Inspirador vídeo da "Amnistia Internacional" contra a pena de morte em 58 países

A Amnistia Internacional que luta para que se respeitem os Direitos Humanos em todo o mundo lançou esta semana o seu último spot de grande beleza e impacto visual.

A luta contra a Pena de Morte naqueles países que ainda a exercem é o motivo deste último vídeo dirigido por "Pleix" e produzido pela Digital District.

Simplesmente Brillante!
video

O último fuzilado dos EUA

Um condenado à morte foi hoje executado pouco depois das 6h tmg, por fuzilamento, no Estado norte-americano de Utah, depois de ter sido recusado um último pedido de clemência, informaram fontes prisionais.

Os advogados de Ronnie Gardner, que pediu para ser executado por um pelotão de fuzilamento, tinham apresentado na quinta-feira um derradeiro pedido de clemência, mas este foi recusado.

O Estado de Utah aboliu as execuções a tiro em 2004, mas as pessoas condenadas à morte entes desta data mantêm o direito de opção entre este método e a injecção letal.

O último fuzilamento no Estado de Utah data de 1996.

Primeira Página - Imprensa

Semanário "Sol", Edição n.º 198, 18 Junho 2010
Semanário "Confidencial/Sol" n.º 198, 18 Junho 2010

Semanário "Sol-Tabu", Edição n.º 198, 18 Junho 2010

Semanário "Expresso", 19 Junho 2010
Semanário "Expresso-Economia", 19 Junho 2010

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Memória Histórica - 18 Junho 2010


DESCRIÇÃO: A Batalha de Waterloo. Divulgada a notícia da morte de Pol Pot. Surgem os "LP", os discos de vinil "Long Play". Nasceram Paul McCartney e Maria Bethânia. Morreu Roald Amundsen. Beck e "Devil's haircut".

Louçã e a Gaffe de Lacão

Os seis apitos de "Vuzuzelas"


No Parlamento, o Ministro dos Assuntos Parlamentares - Jorge Lacão - resumiu o contributo do Bloco de Esquerda a “seis apitos de Vuzuzelas”, quando deveria ter dito "Vuvuzela".

Risada geral por parte dos deputados com a gaffe.

Esperemos que as "Vuvuzelas" se oiçam no Parlamento.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Sede PSD - Vendida pelo Governo

Acção nocturna de blogueres pretendeu denunciar rendição do PSD e domínio de Teixeira dos Santos no Executivo de José Sócrates.

video

Na sede nacional do PSD, foi colocado esta noite um cartaz igual aos de uma conhecida agência imobiliária, dando conta de que o edifício dos sociais-democratas teria sido "vendido" pelo Governo.


Foi esta a forma encontrada por um blogue, Alunos do Liberalismo, para denunciar a aproximação do maior Partido da oposição ao Governo e, ao mesmo tempo, chamar a atenção para este novo espaço da blogosfera, que junta sobretudo alunos universitários e, como o nome indica, liberais.

No cartaz, semelhante aos da
"Remax", surge o rosto do Ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, como o responsável pela "venda" do PSD aos socialistas. "A ideia é denunciar que o PSD se vendeu ao Governo e que Teixeira dos Santos manda mais do que o Primeiro-Ministro", sublinha José Maria Bárcia, um dos colaboradores do blogue. Aliás, o número de telefone que consta do cartaz é o geral do Ministério das Finanças.

Acção escapou às câmaras de vigilância

Antes da operação nocturna foi estudado o edifício do PSD, na Lapa, de forma a que o cartaz fosse colocado num local que ficasse fora do alcance das câmaras de vídeo-vigilância. As imagens da iniciativa estão hoje disponíveis no blogue, que arrancou há pouco mais de um mês.

Esta operação, a que José Maria Bárcia chama
"iniciativa de cidadania", teve como inspiração, "entre outras", o blogue 31 da Armada, que trocou a bandeira nacional por uma da monarquia na Câmara Municipal de Lisboa.

"Temos o direito e dever de fazer este tipo de coisas", diz o bloguer.

"Somos jovens, temos capacidade criativa e temos um olhar critico. Queremos poder olhar para tudo com inteligência e sentido de humor. Temos imensas ideias que vão ser postas em acção", promete.

Os autores da iniciativa pouco antes de assinalarem
a venda da sede do PSD, na Lapa.

Memória Histórica - 17 Junho 2010


DESCRIÇÃO: Assalto ao edifício Watergate abre escândalo político na presidência de Richard Nixon. A morte de Mumtaz Mahal leva o marido a fazer erguer o Taj Mahal. Perseguição policial a OJ Simpson. Rudolf Nureyev foge para o ocidente. Nasceram Igor Stravinsky e MC Escher. Pat Boone com "Love letters in the sand".

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Música do Dia - Daniel Melingo "Narigon"

video

Paulo Portas - Pela Boca Morre o Peixe...

Os arquivos falam por si. É bom recordar...
video
Na plateia o seu actual noivo Pedro Passos Coelho.
Ministro do Mar... pois... A Zita Seabra até adivinhava. Anos mais tarde acaba por ser Ministro do Mar.
Ser "Ministro do Mar é uma coisa muito vaga" - Paulo Portas.

Eterna Sedução


Paulo Portas declarou-se descaradamente a Passos Co(elho)e não resistiu...

Simplicidade e Bom Senso... Façam férias cá dentro

"Férias passadas no estrangeiro são importações e aumentam a dívida externa portuguesa" - Cavaco Silva

Simplicidade e bom senso

Passos Coelho quer que o povo português seja tão flexível como o chinês.


Finalmente o Presidente da República apresentou uma solução económica concreta aos portugueses: façam férias dentro do país. Como o ministro Vieira da Silva apareceu logo de seguida a desvalorizar o conselho, Cavaco Silva explicou: "Férias passadas no estrangeiro são importações e aumentam a dívida externa portuguesa". A mim, o alvitre presidencial pareceu-me simples e sensato, e a simplicidade e o bom senso são duas coisas que, nesta fase difícil, me parecem tão imprescindíveis como a manutenção do IVA no cabaz básico de sobrevivência.

Um dos argumentos centrais da campanha de Cavaco Silva nas últimas presidenciais era o do valor da sua sabedoria financeira para ajudar o país. Cheguei a ter a sensação de que até José Sócrates sonhava secretamente com essa preciosa ajuda. A mim, que sou de Letras, parecia-me estranho que alguém que, enquanto primeiro-ministro, desperdiçara ou deixara desperdiçar lautamente os rios de dinheiro europeus postos à disposição do crescimento de Portugal, fosse de repente capaz de, em época de vacas anorécticas, salvar a nação. Mas, na dúvida, prefiro acreditar na capacidade de recuperação ou de aprendizagem das pessoas - e, nesses idos de há cinco anos, ainda acreditava que, no fundo, no fundo, os políticos profissionais seriam pessoas como as outras, capazes de, quando necessário, colocarem seriamente o bem comum à frente dos seus interesses pessoais ou de grupo. Porém, depois de eleito, o Presidente e o seu partido decidiram sublinhar o contrário: que o Presidente é a alma da nação, mas não governa. A questão é que em tempo de guerra não se limpam almas: todas têm que governar, ou que contribuir para o governo comum. Concordarão que é necessária muita força anímica para sustentar uma família com menos de mil euros por mês - e há muitos milhares de famílias portuguesas que o fazem.

É melhor ter um Presidente que arregaça as mangas e se põe a fazer contas do que um ministro das Finanças que, a bem da pátria, se propõe dar um pontapé na Constituição. Teixeira dos Santos foi ao Parlamento dizer que o princípio da defesa da "economia, do emprego e do futuro do país" é um valor que "se sobrepõe ao princípio da não retroactividade das medidas fiscais" - princípio esse inscrito na Lei Fundamental que nos rege. O CDS-PP e o Bloco de Esquerda apresentaram propostas para impedir esta inconstitucionalidade, que não incomoda o PSD - o que preocupa Passos Coelho são as leis do trabalho, que ainda não tornaram o bom povo português tão flexível como o chinês.

Não sei se estão lembrados de outros momentos históricos, em Portugal e no mundo, em que os pilares e princípios básicos foram postos entre parêntesis, supostamente em prol de uma 'salvação' qualquer. Se não estão lembrados, resumo-vos em três palavras: nunca correu bem. A moda de criar um clima de pânico social e de afunilamento de soluções também já deu o que tinha a dar - na Alemanha deu Hitler, na União Soviética deu Estaline, entre nós, mais modestamente, deu Salazar. Isto é: a história já provou que o terror, a surdez, a indicação de soluções finais e de caminhos sem alternativa não contribui em nada para o progresso nem para o sucesso - a não ser, eventualmente, da indústria funerária, mas essa não precisa de incentivos.

As grandes mudanças fazem-se através de pequenos e decisivos passos. Os economistas e os banqueiros, em geral, desdenham os cortes no desperdício que representam uma mudança de hábitos. Para eles é tudo macro, inefável e, em última análise, incontrolável - os discursos dos economistas são melancólicos e vagos como poemas, mas sem a beleza da forma como mais-valia.

Ainda na passada semana um afamado banqueiro definia, aqui no Expresso, os aviões particulares como "instrumentos de trabalho", os prémios chorudos como amendoins (sem os quais os cérebros mais desenvolvidos fugirão para outras árvores, dizia), os cortes nos salários dos altos cargos como irrelevantes. Só a sobrecarga fiscal sobre os que vivem com dificuldades e a cópia do desgraçado modelo laboral chinês parecem eficazes aos grandes senhores e aos fracos políticos que continuam a caber-nos em sorte. Sem linha de horizonte que se veja.

Texto publicado na edição da "Única", 12 Junho 2010

Memória Histórica - 16 Junho 2010


DESCRIÇÃO: A revolta do Soweto em 1976. Comemorações do Bloomsday na Irlanda. Inauguração do Estádio do Maracanã. Valentina Tereshkova, a primeira mulher no espaço. Nasceram Giovanni Bocaccio, Stan laurel, Ivan Lins. John Travolta e Olivia Newton-John com "You're the one that I want".

terça-feira, 15 de junho de 2010

Memória Histórica - 15 Junho 2010


DESCRIÇÃO: João I de Inglaterra assina a "Magna Carta". Jean Baptiste-Denys faz a primeira transfusão de sangue para um ser humano. Benjamin Franklin faz a experiência do papagaio de papel, demonstrando que os relâmpagos são electricidade. Charles Goodyear regista a patente da vulcanização. Pablo Neruda publica os "20 Poemas de Amor e Uma Canção Desesperada". Nasceram Edvard Grieg, Hugo Pratt e Demis Roussos. Os The Cure e "Boys don't cry".

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Santana Lopes... O Outro Calaceiro

video

Em Busca dos Calaceiros...

Moeda única: Erro de Portugal "foi ter sido calaceiro"
A culpa é de certeza deste povo "Calaceiro"!

O erro de Portugal, ao aderir à moeda única, "não está em ter sido ambicioso, está em ter sido calaceiro", afirmou em Coimbra, Pedro Passos Coelho.

"Nós fomos ambiciosos ao entrar no euro", mas, "simplesmente", depois, "pusemo-nos a dormir durante estes anos todos", criticou o líder do PSD, que falou em mais uma sessão dos Serões das Províncias, iniciativa do semanário Campeão das Províncias.

"A entrada no euro, a adesão à união económica e monetária, foi um projecto extremamente ambicioso", mas "prejudicou a nossa competitividade" e "transmitiu a todo o país alguma ilusão de dinheiro fácil", referiu.

"Sabíamos o que o Euro trazia". A "perda de competitividade" e "essa ilusão" só tiveram, "as consequências que tiveram porque nada foi feito" para as contrariar, sustentou o líder social democrata, sublinhando que, "ao aderirmos ao euro, sabíamos o que ele trazia".

O facto de nada ter sido feito para contrariar as consequências da adesão à moeda única é, na perspectiva de Passos Coelho, uma das principais razões para a "actual situação do país".

Portugal sabe, "há muitos anos", que tem necessidade de contrariar aquela situação, mas nada tem feito, acusa o presidente do PSD, considerando que o mesmo sucede em relação às reformas estruturais do país.

Em apelo ao Governo defendeu que "Há muitos anos que sabemos que precisamos de fazer" as reformas da justiça, da administração, da regulação e do sistema educativo e formativo e que é necessário "dotar o Estado de dignidade e eficácia para que torne legítima a sua intervenção", mas nada tem sido feito.

Entre "todas estas reformas estruturais", Pedro Passos Coelho mencionou "duas que são muito relevantes", mas espera que "não sejam mal entendidas no dia da evocação do dia do trabalhador" - casos da "reforma da lei laboral e a reforma da lei das rendas".

O Presidente do PSD voltou a apelar ao governo que "repondere" as grandes obras públicas, cujo "mérito" agora não importa sequer discutir, pois o país não tem capacidade económica para as executar.

Esqueceu este Senhor que o seu Partido já foi Governo. A culpa é do Povo!

Porque razão os políticos têm pensões vitalícias depois de meia dúzia de anos na política?

Onde andou este Senhor estes anos todos...? Como "JSD", não há memória de ter verbalizado nada neste e noutros sentidos.

A culpa é de certeza deste povo "Calaceiro"!

Porque não te calas?...

Revisão da Constituição da República Portuguesa

O Ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, desafiou o PSD a apresentar a Proposta de Revisão da Constituição que o seu líder, Pedro Passos Coelho, anunciou quando foi eleito em Abril
"Era tão urgente, tão urgente, que tinha ainda que ser feita ainda antes das Eleições Presidenciais. A Proposta estaria pronta até ao final de Maio, e agora vamos em Junho, talvez no final de Junho, e depois vêm aí as férias parlamentares e a Proposta não aparece" - Pedro Silva Pereira

Memória Histórica - 14 Junho 2010


DESCRIÇÃO: O Vaticano põe fim ao "Index", a lista das obras proibidas pela Igreja Católica. O Congresso norte-americano adopta a "Stars and Stripes" como bandeira oficial dos EUA. O "UNIVAC I", o primeiro computador comercial, é apresentado nos EUA. Nasceram Ernesto "Che" Guevara e David Fonseca. Janis Ian e "At seventeen".

Ex-Ministro de Defesa do Canadá - Paul Hellyer

Paul Hellyer,ex-Ministro de Defesa do Canadá - Conferência no "Congresso de Exopolítica", em Abril 2008